domingo, 1 de março de 2009

Obesidade mata

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) cresce o número de obesos no Brasil e no mundo. O problema vem atingindo um número cada vez maior de pessoas em todo o mundo e entre as principais causas desse crescimento desordenado estão o modo de vida sedentário, os excessos e a má alimentação (claro que o chocolate, esta imagem tão bonita que representa o sabor, gostosura e coloquei propositadamente no início não é o principal vilão. Alegrem-se os chocóolatras; basta que apreciem com moderação).

O médico José Carlos Pareja, especialista em cirurgia de redução de estômago em entrevista, disse que a taxa de mortalidade entre homens obesos de 25 a 40 anos é 12 vezes maior quando comparada à taxa de mortalidade entre indivíduos de peso normal. O excesso de peso e de gordura no corpo desencadeia e piora problemas de saúde que poderiam ser evitados com uma alimentação balanceada - e gostosa. Pesquisas e mais pesquisas comprovam que algumas doenças são geradas pelo excesso de peso. São muitas, e as primeiras que costumam afetar os obesos são as do coração, pois ele terá que “trabalhar” mais numa pessoa acima do peso normal e aí desencadeia a hipertrofia ventricular (o aumento do músculo do coração por excesso de trabalho) que evolui para a insuficiência que gera arritmia e também aumenta o risco de um acidente vascular cerebral e morte súbita. Resumindo: já de cara, podemos dizer que obesidade mata mesmo!!!!


E não para por aí: a hipertensão é outro problema muito comum entre os obesos; trombose, apnéia, esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado; quando há um excesso de gordura ingerida, o fígado não consegue metabolizar tudo e parte se acumula no órgão, que pode desenvolver cirrose ou fibrose. A cirrose pode aparecer em pessoas que não bebem, como no caso do obeso), depressão, asma, infertilidade, diabetes,...

Pasmem: o endocrinologista Marcio Mancini, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), diz que a parada respiratória involuntária durante o sono, muito comum entre os obesos é pouco conhecida e muito grave. O problema atinge mais da metade dos obesos mórbidos. A apnéia acontece mais nos obesos porque eles têm excesso de gordura na região do pescoço e a faringe fica mais estreita, facilitando o fechamento involuntário. Embora a perda de peso em alguns casos, leva à cura, como no caso da asma, mas em outros, como o infarto, não há solução. Portanto, que tal iniciarmos este mês procurando o significado destas doenças (são assustadoras), ter consciência e buscar ajuda, se necessário, caso tenha perdido o controle da situação? Há muitos meios de evitarmos o inevitável, caso façamos a nossa parte que no mínimo é cuidar de nosso corpo e alma. Vamos viver a vida com muita saúde e vigor; há muitos alimentos bons e saudáveis por aí. É só aprender a melhor forma de deixá-los gostosos, se reeducar por mais difícil - e impossível, que pareça e começar uma nova fase em sua vida.
Sugiro a leitura do livro "O prazer de Viver Light", de Lucília Diniz que ensina o método usado por ela mesma para emagrecer 31 kg, de uma forma gostosa, simples e prazerosa.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails