terça-feira, 30 de setembro de 2008

Serenity Prayer

Eu não poderia iniciar meu Ano Novo (dia 30 é meu aniversário) de melhor forma do que meditar numa mensagem que gosto muito - ela está logo abaixo, e agradecer a todos os que se manifestaram de alguma forma com bons votos, através de e-mails, telefonemas, torpedos, palavras de conforto e encorajamento, festas-surpresa, flores, presentes, enfim, "lembraram-me que as boas e preciosas coisas da vida, estão aí: as amizades, a troca, os relacionamentos. E isso, não tem preço, são jóias preciosas de valor inestimável".

Serenity Prayer
God grant me the serenity to accept the things I cannot change.
The courage to change the things I can,
And the wisdom to know the difference.

Oração da Serenidade
Deus, me dê a serenidade para aceitar as coisas que não posso mudar.
A coragem para mudar as que eu posso,
E a sabedoria para saber a diferença entre elas.
Reinhold Niebuhr (1892-1971), Teólogo americano

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Afinal, o que é Jornalismo?

Jornalismo é separar o joio do trigo.
E publicar o joio.
Mark Twain

Joio é...

Novidade
Atualidade
Polêmica
Excentricidade
Inusitado
Denúncia
Veracidade
Originalidade
Curiosidade
Credibilidade
Utilidade
Interesse Social
Oportunidade
Solidariedade
Responsabilidade Social
Direitos Humanos

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Pense Nisso...

"... os pessimistas normalmente estão certos..."

" ... e os otimistas na maioria das vezes errados, mas as grandes mudanças são sempre feitas por otimistas."

Thomas Friedman, New York Times, 11 de Junho de 2008

NÃO SEI...

Não sei... se a vida é curta...

Não sei...
Não sei...
se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.

Cora Coralina

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Bodas de "Rosalana"?

Recentemente completei 20 anos de casamento. Tal comemoração não poderia ter sido em época melhor, pois setembro além de ter datas marcantes em minha vida como o aniversário de casamento, é o mês da primavera, estação das flores, do sol e neste ano, excepcionalmente iniciei meu primeiro emprego na área jornalística no dia 01/09; e, para completar, encerro o dito mês com chave de ouro, pois no último dia, é o meu aniversário e o dia da secretária (minha primeira carreira, exercida há 23 anos). Bom, não preciso mencionar que é o meu mês predileto!!!!

Voltando às Bodas de Rosalana, como surgiu este nome tão exótico? Meu marido e eu gostaríamos de realizar algo simples nesse mês, só pra não passar em branco, pois tivemos perdas bastante significativas nos últimos anos. Nossas mães foram as primeiras incentivadoras para que comemorássemos esta data tão especial. E pensando no diferente, gostoso, light, fui buscar nos calendários de bodas o que seriam 20 anos dividindo tudo: cama, mesa, banho, alegrias, tristezas, conquistas, perdas, lágrimas, sorrisos,.... e detectamos Bodas de Porcelana em uns e/ou Bodas de Rosas em outros (este último também considerado aos dezessete anos).

Para não ficar no impasse, resolvemos criar o nosso nome, nossa marca. Carlos, meu marido, apresentou algumas sugestões e a escolhida ficou - junção de rosas (amo todas as flores, mais as rosas – de paixão, talvez por ser parte de meu nome) e porcelana. Assim comemoramos nossas “Bodas de Rosalana” de forma muito simples, mas tão gostosa! Pelo menos foram os comentários de todos os presentes: familiares, parentes (até de fora do estado), amigos de longa data, meu pequeno grupo de 07 casais (nos reunimos quinzenalmente). Como temos em comum o prazer pela culinária, colocamos a “mão na massa” e servimos saladas, churrasco, docinhos diversos; tudo aliado às crianças brincando no gramado, no playground, ao som de boa música e um bate-papo animado, enfim, coisas muito básicas e simples, mas tão raras hoje em dia, devido a correria.

Completar vinte anos de casamento é muito significativo: são duas décadas, e, apesar de não termos tido filhos biológicos, foram muitos acontecimentos e algumas histórias pra contar, principalmente em dias tão difíceis como os que vivemos – numa das maiores cidades do mundo; neste século, onde o descartável impera, a geração microondas que deseja tudo para anteontem, a tecnologia que invade nossas vidas de forma apressada com novas descobertas, quando você ainda nem domina a anterior; o “virtual” anda levando vantagem e “tomando conta do pedaço”, levando à (quase) extinção do toque, da presença física.

Temos aprendido que não precisamos manter um relacionamento frio e monótono com o passar dos anos, mas, podemos proteger nosso casamento investindo em uma vida agradável e plena com o outro, divertir-se e desenvolver uma profunda intimidade. Tal investimento fará com que tenhamos maior companheirismo, bom humor, respeito e compreensão, independente das diferenças. O casamento ficará cada vez melhor e nós, mais unidos. Essas são pequenas, mas poderosas armas para cuidar do nosso casamento, a fim que ele “dure até a morte”.

Fica aqui o nosso agradecimento a todos pelo carinho e amizade; já com saudades, ofereço-lhes mais um pedaço deste bolo maravilhoso, recheado com creme e damascos, tão gentilmente criado e confeccionado pela minha sogra. E por falar em virtual, quem não esteve conosco poderá experimentar um pedacinho agora, ok? E, celebremos, pois a vida é pra ser vivida com intensidade.

“As muitas águas não poderiam apagar este amor, nem os rios afogá-lo....” – Cantares de Salomão, 8:7

domingo, 7 de setembro de 2008

Você possui inteligência financeira?

Há uma regra da associação americana “Devedores Anônimos” que diz que você deve estar com a mente e o corpo sãos para poder tomar as decisões certas com relação ao dinheiro. Você precisa de: descanso, cabeça limpa, corpo saudável, alimentação que forneça energia vital. Nenhum gasto que possa interferir nesses resultados é supérfluo.

Definir objetivos é vital para manter o controle de suas finanças. Deve ser um processo contínuo de busca, dedicação e cuidados. Pense em algo importante para fazer com seu dinheiro (e tempo), que valha a pena lutar e viver por ele. Proponha-se a arranjar verba para aquele curso e não pare até conseguir. Empenhe cada centavo do seu salário mesmo que tenha que usar sua inteligência para obter um dinheirinho extra. Se o seu capital fica sem destino, por menor que seja a quantia, vai acabar no lugar errado, dizem os consultores financeiros.

Você já pensou em juntar um milhão? Como? Impossível? Aparentemente sim, mas acredite, você pode, eu posso, nós podemos. Basta querer e criar algumas etapas - uma delas é aprender um pouco sobre finanças pessoais, se programar. Mesmo aqueles que estejam enfrentando um caos financeiro, poderá tomar alguns passos como por exemplo, fazer um planejamento mais detalhado, começando por uma "desintoxicação financeira".

Um dos primeiros passos é aprender a dizer “Não!”. Com atitudes simples, você pode cortar pequenos mimos diários, como por exemplo: cafézinhos, cigarros, academias, estacionamento, aquela visitinha à padaria no final de tarde (seu corpo também agradece), roupas e sapatos na promoção, lazer e mais lazer. O objetivo não é se privar de coisas boas e necessárias. Claro que você continuará cuidando de você frequentando salões de beleza, poderá desfrutar de vários tipos de entretenimento etc, mas com discernimento e inteligência.

Segundo especialistas, há algumas dicas valiosas para quem perdeu o controle de suas finanças: Renegociar dívidas, quando nem o corte de despesas não-essenciais resolver o problema. Ter cuidado para não cair num golpe e trocar uma dívida por outra; se desfazer de um bem, o carro, por exemplo, para eliminar uma dívida; cortar a tv a cabo e o celular, preferindo um pré-pago; passar alguns meses sem comprar roupas novas; Sair do cheque especial e evitar o uso de cheques pré-datados e cartões de créditos; passar longe dos Shopping centers; adquirir o hábito de comprar à vista e adiar a compra enquanto não tiver o dinheiro e por aí afora. Agindo assim, você estará deixando de criar mais dívidas e poderá deter a bola-de-neve, permitindo que encontre uma saída para a montanha de contas, até atingir o equilíbrio novamente.

Posicionamentos, atitudes inteligentes como as citadas acima, são maneiras de reorganizar sua vida e administrar melhor o que você ganha, quanto gasta, e principalmente, onde gasta. Prepare-se para mudar, começar uma nova vida, estando ou não enfrentando um caos financeiro. Você se sentirá bem melhor e perceberá como é bom sonhar, dominar o dinheiro, usufruir na hora certa de todos os seus benefícios e não ser um escravo dele. Entender o que o dinheiro significa, reconhecer sua verdadeira riqueza, parar de comprar errado, treinar o desapego dos bens materiais e investir em relacionamentos nos levará a viver de forma muito menos estressante e proveitosa.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

São Paulo é tudo de bom


Sou mineira de nascimento e paulistana de coração. Se o seu coração bate forte por São Paulo, assim como o meu, o link abaixo pertencente a forte campanha publicitária do SPCVB (São Paulo Convention Visitors Bureau), tem que fazer parte de seus favoritos. Assim, você não perderá nada do que diz respeito a esta "Cidade Maravilhosa", cheia de encantos mil, que é tudo de bom.

Veja a introdução no site do que define São Paulo para justificar este maravilhoso título:
"Bela, rica, intelectual, democrática, viva, esportiva, cultural, sentimental, romântica, moderna, séria, extrovertida, profissional. Afinal, o que define São Paulo? Não há absolutamente nenhum adjetivo que consiga decifrar com exatidão o que representa uma das megacidades do mundo. Minuciosamente desenhada por multinacionalidades, culturas, crenças, formações e ideais, a grande metrópole bandeirante é verdadeiramente cosmopolita, por vocação e adoção. É italiana, alemã, judaica, portuguesa, japonesa, chinesa, francesa, africana, árabe, espanhola, latina, brasileira, paulistana. Estas e outras tantas faces estão presentes na arquitetura dos prédios, nas ruas, no paladar refinado de suas sugestões gastronômicas e nos trajes e trejeitos de uma gente que não pára, dia-a-dia...." http://www.visitesaopaulo.com/cidade/define-saopaulo.htm

São Paulo All Of The Best

"Beautiful, rich, intellectual, democratic, upbeat, sporty, cultural, sentimental, romantic, modern, serious, extroverted, professional. After all, what could define São Paulo? There is no single adjective that could precisely describe what this world-renowned megacity is about. Forged from a multiplicity of nationalities, cultures, beliefs, philosophies and ideals, this great pioneering metropolis is truly cosmopolitan, both by vocation and by choice. It’s Italian, German, Jewish, Portuguese, Japanese, Chinese, French, African, Arab, Spanish, Latino, Brazilian, Paulistano. These and so many other facets are present in the architecture of the buildings, the streets, the refined tastes of the city’s culinary delights and in the styles and mannerisms of a people who never stop, day after day,... http://www.visitesaopaulo.com/english/city/saopaulo-city.htm .

São Paulo Lo Mejor de Todo

"Bella, rica, intelectual, democrática, viva, deportiva, cultural, sentimental, romántica, moderna, seria, extrovertida, profesional. ¿A final, qué define São Paulo? No hay absolutamente ningún adjetivo que consiga descifrar con precisión todo lo que representa una de las mega-ciudades del mundo. Minuciosamente diseñada por una multitud de nacionalidades, culturas, creencias, formaciones e ideas, la gran metrópoli pionera es verdaderamente cosmopolita, por vocación y adopción. Es italiana, alemana, judía, portuguesa, japonesa, china, francesa, africana, árabe, española, latina, brasileña, paulistana. Éstas y otras tantas facetas están presentes en la arquitectura de los edificios, en las calles, en el paladar refinado de sus sugerencias gastronómicas y en los trajes y gestos de una gente que no para, día tras día... "más...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails