quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Hipopótamo Nile


Nesta quarta-feira, a Indonésia mostra o filhote de hipopótamo Nile de 4 dias para público, ao lado de sua mãe, Dolly, no safári Taman, em Bogor, Java Ocidental, onde moram.

Resolvi "noticiar" porque de uns tempos pra cá, descobri que sou apaixonada por hipopótamos desde que comecei a ver grande parte da coleção do arquiteto e consultor de etiquetas Fábio Arruda, e claro, assistir - sempre que posso, pasmem, os Backyardigans, tudo por causa da Tacha (e sua Turma), uma hipopótamo fêmea amarelo muito fofa e contagiante.

Uma curiosidade sobre os hipópotamos é que passam boa parte do tempo debaixo d’água, principalmente em dias de sol. Eles podem ficar até 20 minutos submersos, sem respirar. Têm olhos e orelhas na mesma direção para facilitar a observação quando estão na superfície. E uma outra é que a orelha e o nariz são pequenos porque se fecham quando o animal mergulha.

Para saírem da lagoa, só se a fome apertar. O tratador coloca o café da manhã, aciona o chamado e eles atacam a comida pra valer. Os hipopótamos podem comer até 200 kg por dia. Comem muito mamão, manga..., muitas coisas mesmo... características do animal que também adoram um carinho. Quando ficam muito tempo tomando sol, a pele deles produz um líquido parecido com sangue, mas é um protetor solar natural.

Como o bebê Nile está muito longe, você poderá apreciar seus "irmãos" aqui no Brasil mesmo, participando do passeio noturno pelo zoológico de São Paulo na Água Funda, Zona Sul, criado em 2003 pela direção do parque. A atração, que acontece apenas três vezes a cada mês, se concentra em animais que estão mais ativos à noite, como o hipopótamo, por exemplo. Talvez, será preciso um pouco de paciência para visitar o amigo grandalhão, pois geralmente há uma lista de espera que pode chegar a oito meses.

Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails